Bruno Nogueira

Blog sobre o grande (enorme) Bruno Nogueira, o melhor humorista português de todos os tempos! Neste blog iras encontrar sobre o "Bruninho", desde fotos, vídeos do levanta-te e ri onde participou e outros, saber todas as novidades! Este é um blog para todos os fans do Bruno Nogueira.

quinta-feira, setembro 18, 2008

Segunda série de "Os Contemporâneos"

"Sketches" mais fáceis de compreender, participação dos espectadores e a presença de convidados. Estas são as principais diferenças dos novos episódios de "Os Contemporâneos", que vão para o ar esta quinta-feira no primeiro canal público.

Um treino de fuzileiros com estes a cantar "Povo que lavas no rio", de Amália Rodrigues, é um dos "sketches" que podem ser vistos hoje no primeiro episódio da segunda temporada de "Os Contemporâneos".

"É um projecto musical inovador, que vem um bocado na onda dos cantos gregorianos da música 'rock'. Se conseguíssemos pôr música conhecida, nomeadamente da Amália, nos fuzileiros pareceu-nos bonito. Pode ser que daqui nasça uma nova moda", contou ontem o guionista e também actor do grupo Nuno Markl.

As cenas dos fuzileiros cantores foram das últimas a ser gravadas para a emissão desta noite que vai trazer algumas novidades em relação à primeira temporada. "Vimos que faltava alguma eficácia a alguns 'sketches', faltava serem mais directos", explicou Bruno Nogueira.

Uma das "ideias mais interessantes", no entender de Nuno Markl, foi a de "dar voz ao povo". "Vamos para a rua perguntar o que acham sobre um tema, as pessoas explanam a sua teoria e entra o 'sketche'. Ou então podem ser os espectadores a pedir os temas, como se 'Os Contemporâneos' fossem uma espécie de 'Quando o telefone toca'".

Já a saída de Maria Rueff do elenco será preenchida com convites pontuais a outros actores ou figuras públicas. "Todas as semanas, se sentirmos necessidade", adiantou Nuno Lopes.

O convidado de hoje é José Castelo Branco, no papel dele próprio (ver caixa).Outra das personalidades contactadas foi Nelson Évora que, por motivos pessoais, não pode aceitar o desafio. "Mas ainda estamos a contar com ele", prosseguiu o actor que dá vida ao "Chato", um dos bonecos que marcaram os episódios anteriores. O "Chato" vai continuar, garantiu. Mas questionado sobre o nome do personagem, Nuno Lopes esclareceu que não tem: "O nome dele é a própria identidade. No fundo são pessoas que simbolizam muitos portugueses, que estão constantemente a mandar trabalhar os outros quando não fazem nenhum.
Fonte: JN
Autora: Ana Gaspar

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial