Bruno Nogueira

Blog sobre o grande (enorme) Bruno Nogueira, o melhor humorista português de todos os tempos! Neste blog iras encontrar sobre o "Bruninho", desde fotos, vídeos do levanta-te e ri onde participou e outros, saber todas as novidades! Este é um blog para todos os fans do Bruno Nogueira.

sexta-feira, julho 11, 2008

Sketches dos Monty Python terminou

Depois do sucesso em Lisboa, onde estreou em Setembro de 2007, “Os Melhores Sketches dos Monty Python” terminou a tournée no Centro Cultural e Congressos das Caldas da Rainha a 26 de Junho, com um espectáculo com lotação esgotada e muita gargalhada.
António Feio, Bruno Nogueira, José Pedro Gomes, Jorge Mourato e Miguel Guilherme subiram ao palco do auditório do CCC e durante duas horas fizeram o público rir, satirizando temas como trocar papagaios mortos, piadas que têm o mesmo efeito que armas mortíferas, reflexões sobre canibalismo nas agências funerárias e, não menos importante, a presença de cangurus na Última Ceia.

Com tradução e adaptação de Nuno Markl, “Os Melhores Sketches dos Monty Python” homenageia os génios do riso que se tornaram célebres com o programa da televisão britânica “Monty Python Flying Circus”

Foi a primeira vez que estes actores se reuniram em palco, protagonizando histórias de humor. O resultado foi muito positivo, e “Os Melhores Sketches dos Monty Python” tem esgotado auditórios de norte a sul do país. “Deu-nos muito gozo andar a apresentar este espectáculo, mas chega-se a uma altura em que é preciso acabar. Foi um ano de trabalho intenso. É um espectáculo que nos vai deixar saudades”, referiu António Feio.
José Pedro Gomes fez questão de dizer que o CCC “é uma sala extraordinária”, sublinhando ainda a proximidade com o público.

Jorge Mourato ficou surpreendido por encontrar um espaço com tanta qualidade nas Caldas da Rainha. Segundo os protagonistas, durante a tournée verificaram que em Portugal começam a aparecer grandes salas de espectáculos, para além da aposta na reabilitação de outras já existentes.

No entanto, os actores salientaram que “oxalá haja um bom programador ao nível desta sala e dinheiro”. Na opinião de José Pedro Gomes seria uma pena que não se aproveitassem as potencialidades deste espaço, apenas para poupar dinheiro.

Para António Feio, seria importante que as companhias de teatro que são subsidiadas pelo Estado tivessem de fazer uma digressão por estas novas salas. “Isso faria com que todos beneficiassem com aquilo que se faz em Lisboa, com o dinheiro dos impostos de toda a gente”, afirmou.

Autora: Marlene Sousa
Fonte: Jornal das Caldas

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial