Bruno Nogueira

Blog sobre o grande (enorme) Bruno Nogueira, o melhor humorista português de todos os tempos! Neste blog iras encontrar sobre o "Bruninho", desde fotos, vídeos do levanta-te e ri onde participou e outros, saber todas as novidades! Este é um blog para todos os fans do Bruno Nogueira.

sexta-feira, junho 22, 2007

Bruno Nogueira no Figueira Grande Turismo (FGT)

A FGT apresentou a programação para o terceiro trimestre, um período que vai ter mais três espectáculos do que em 2006 (13 contra 16), enquanto que em dinheiro poupa cerca de 25 mil euros (112.500 contra 87.500 euros), mas a programação é muito semelhante

Na apresentação feita aos jornalistas pelos administradores, Fernandes Thomaz e Graça Vasco, foram anunciadas todas as actividades culturais programadas de Julho a Setembro, nas quais se incluem diversos tipos de espectáculos, exposições, cinema e acções de serviço educativo. Esta programação insere-se «na política de descentralização da Figueira Grande Turismo (FGT)», disse Fernandes Thomaz, proporcionando ao público da região Centro o acesso às grandes produções nacionais e internacionais, que fazem escala em Lisboa e no Porto.
Numa programação para todos os gostos e para diversos públicos, a escolha passa por espectáculos musicais, infantis, teatro, humor e dança, destacando-se os “Concertos para Bebés”, no Anfiteatro Exterior, para mais uma festa de música em família em que Paulo Lameiro e a sua equipa celebram o Verão, numa tarde onde todos são convidados a partilhar a música com os maiores especialistas na audição: os bebés. O concerto com Maria Bethânia, em que a grande senhora da música brasileira vem apresentar o seu mais recente espectáculo “Dentro do Mar Tem Rio”, inspirado nos seus dois últimos álbuns, “Mar de Sophia” e “Pirata”, ambos tendo como pano de fundo os mares e os rios. Destaque ainda para o espectáculo com a Companhia Nacional de Bailado, intitulado “Programa Primavera”, composto pelas coreografias “The Vertiginous Thrill of Exactitude”, de William Forsythe, “Dualidade”, de Gagik Ismailian, “Passo Contínuo”, de Mauro Bigonzetti e “Treze Gestos de um Corpo”, de Olga Roriz.
Também o “Ciclo de Jazz ao Ar Livre”, no Anfiteatro Exterior, merece atenção, com os concertos dos Lisbon Swingers Big Band, do 4Teto de Paulo Bandeira, e de Jorge Costa Pinto Big Band, este último intitulado “Gershwin in Blue” e que contará com a presença da cantora Maria Viana; bem como o espectáculo de Encerramento da II Bienal do Associativismo, que contará com a participação do grupo San’Tiago “Sons da Alma” e Grupo de Cordas Allegro. Destaque também para oespectáculo de dança e música “Latin Night – A Cuban Show”, uma grande noite latina preenchida pelos ritmos quentes e contagiantes de Cuba; o humor de Bruno Nogueira e o seu espectáculo a solo “…Sou do Tamanho do Que Vejo e não do Tamanho da Minha Altura”, onde o humorista fala, sem rodeios ou complexos, de vários temas como os hábitos quotidianos e quase insignificantes dos portugueses ou na crítica mordaz a certas figuras públicas.
Esperado é, certamente, o concerto com Rodrigo Leão, que apresenta o álbum “O Mundo (1993-2006)”, um olhar retrospectivo sobre a sua carreira, onde o compositor seleccionou os temas que mais o tocam, apresentando-os ao vivo, como sempre, em iguais doses de intimismo e genialidade, bem como o espectáculo de dança “España Baila Flamenco”, apresentado pelo Ballet Flamenco de Madrid, numa noite preenchida pelas raízes e tradições espanholas, protagonizado por bailarinos de grande qualidade acompanhados por um conjunto de músicos de primeira linha. Ainda em matéria de dança, o espectáculo de dança e música com o Ballet Folclórico do Chile – Bafochi, que se inspira na origem das diferentes culturas que formam a identidade do povo chileno.
Relativamente ao teatro, vai ser apresentada a peça de teatro “Celadon 2”, com Ana Bola e Maria Rueff, que estão de volta com as suas personagens Denise de Magalhães e Maria Delfina, duas impagáveis manicures que, com muito humor e actualidade, põem o dedo em algumas feridas sociais que todos conhecemos. Mais dedicado à “prata da casa”, o espectáculo “As Nossas Colectividades”, promovido pela Divisão de Juventude, Desporto e Colectividades da Câmara Municipal da Figueira da Foz, que conta com a actuação da Banda Filarmónica de Quiaios, da Casa do Povo de Quiaios; do Rancho Folclórico “As Cantarinhas de Buarcos”, Grupo Caras Direitas; da Tuna da Casa do Povo de Lavos; do Grupo Coral da Sociedade Instrução Tavaredense (SIT); e do Grupo de Dança “Lightning”, da Casa do Povo de Maiorca.

Programação em busca de novos públicos

Denota-se, assim, a preocupação em diversificar a programação com vista à captação de novos públicos. Para o público mais clássico, a escolha passa pelo espectáculo com a Companhia Nacional de Bailado, “España Baila Flamenco”, “Ballet Folclórico do Chile – BAFOCHI” e “Ensaladas”, com o Coral Públia Hortênsia. Para o público contemporâneo, a oferta passa pelo concerto com Maria Bethânia, o “Ciclo de Jazz ao Ar Livre”, “Latin Night – A Cuban Show”, Bruno Nogueira, concerto com Rodrigo Leão e a peça de teatro “Celadon 2”. Quanto ao público mais popular poderá optar pelo espectáculo de Encerramento da II Bienal do Associativismo e “As Nossas Colectividades”. Finalmente, para as crianças temos “Os Concertos Para Bebés”.
Quanto a exposições, para além das mostras temporárias na Sala Zé Penicheiro e Sala Afonso Cruz, estará patente, de 7 de Julho a 16 de Setembro, uma exposição antológica de Rui Cunha, organizada pela Delegação Regional da Cultura do Centro em parceria com o CAE e a Editora Almedina, que ilustra os últimos vinte anos da produção pictórica deste artista. No sentido de dinamizar esta exposição, no âmbito do Serviço Educativo, realizar-se-á um conjunto de actividades como visitas alusivas ao tema e oficinas.
No cinema, para além da programação regular, aos domingos à noite, com a habitual projecção de filmes de qualidade, há a assinalar a continuação da apresentação do Ciclo de Cinema Clássico, todas as segundas-feiras, pelas 15h00, destinado ao público sénior, com os tópicos: “Ciclo Grandes Musicais” (Julho), “Ciclo Grandes Comédias Românticas” (Agosto) e “Ciclo Grandes Comédias Portuguesas II” (Setembro), uma oportunidade de ver, ou rever, alguns dos títulos que marcaram a história da Sétima Arte.
No Serviço Educativo, para além da programação regular, com a realização de várias oficinas, ateliers e visitas guiadas, destaque para o Curso de Iniciação à Prova de Vinhos, com a formadora Túlia Carneiro, da Quinta da Taboadela, que se realiza a 14 de Julho.
É objectivo «é continuar a abrir o CAE a novos públicos e quebrar a sazonalidade deste espaço», inerente aos dias de espectáculos, apenas possível através de actividades diárias, ligadas a público específico como: seniores, crianças, escolas e congressistas.
Autor: José Santos
Fonte: Diário de Coimbra

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial